Porque Escrevo



Porque escrevo?
Busco com a escrita
Quebrar a solidão
Que habita dentro de mim.
Um animal pré-histórico
Caminha em passos
Cambaleantes, pelos
Labirintos distorcidos da psiquê.
Ora em silencio medonho
Ora escancarando seu
Olhar tristonho.
Ora ainda berrando como
Uma fera faminta.
Sedenta de sangue
Ou de vinho tinto, sei lá...
A escrita chega e me acalma
Como um doce veneno.
Ou um remédio amargo.
Dormito então na caverna escura
Transformada agora na
Ultima defesa dos meus
Valores e pensamentos.
De minotauro ensandecido
A forma amorfa que
Desfalecida proclama
Seu derradeiro litígio.

João Drummond