A Guerra da Comunicação


Guerra Brasil-Itália
A Ameaça Nuclear



O Titulo é alarmista? Sensacionalista? Provocativo? Pois a possibilidade que ocorra uma guerra entre Brasil e Itália é próxima de zero. Muito menos uma guerra nuclear. O Brasil não conta com armas deste tipo, e nossa constituição proíbe sua fabricação. A Itália é proibida pela Agencia Internacional de Energia Atômica, a produzir, fazer testes e deixá-las passar em seu território.

Quando escrevi o texto - Itália declara Guerra ao Brasil – o fiz de forma despretensiosa me valendo de um fato real de grande repercussão na mídia mundial, que é o caso Battisti, sem me ater a questões de mérito ou de geopolítica mundial, usando uma linguagem jornalística e nominando uma agencia noticiosa (ADL – Amigos das Letras).

Publiquei-o em apenas dois sites; CMI e Recanto das Letras e sua repercussão se deu quando o texto foi espalhado pela internet, primeiro em sites de notícias e depois por fóruns e blogs.

Alertei no principio e no fim do texto que se tratava de uma ficção e muitas pessoas assim entenderam. Outras acreditaram que a noticia era verdadeira, ou que a matéria era irresponsável por provocar alarmismo e medo.

Algumas conclusões podem ser tiradas da experiência:

1 – A Internet é uma terra de ninguém, onde as informações circulam a vontade, e onde é difícil se saber o que é ficção e o que é verdade.

2 – A pessoas em geral, lêem e interpretam noticias de forma afoita e com vícios de lógica.

3 – Os lixos e porcarias virtuais (noticias ruins, fatos degradantes, aberrações, pornografia, etc., prosperam com mais rapidez e força do que as informações de qualidade, instrutivas, saudáveis.

4 – Mostra a fragilidade de uma sociedade desprovida de valores, ávida por desgraça e fácil de ser manipulada pela rede mundial de comunicação.

5 – Mostra a importância de se aprender nas escolas, não só a ler, mas a interpretar textos e avaliá-los dentro do contexto da realidade.

Vivemos o paradoxo da sociedade de enorme avanço tecnológico, mas pobre em critérios e valores, que absorve de forma seletiva e massificada a enorme massa de dados que circulam pelos meios de comunicação. Uma sociedade que paradoxalmente se encaminha para a cegueira e retardamento intelectual, na medida em que abre mão de sua humanidade e do pensamento independente, acatando de forma temerária as teses e doutrinas de correntes de pensamento e de especialistas de plantão.

Saber ler com critério, saber avaliar com independência, saber elaborar pensamentos sofisticados e mais adequados a esta realidade em constante mutação, são alguns dos maiores desafios das novas gerações, que a tem a missão de levar adiante a marcha da evolução.

João Drummond


Dentre as centenas de mensagens de apoio que recebi pelo meus escritos, que são em maior quantidade e mais inteligentes, destaco uma em especial, e com a permissão do autor publico agora:



Olavo Sobreira Jr


Olá, caro amigo! Permita-me chamá-lo assim. Li seus artigos (o primeiro e o segundo) acerca do tema em epígrafe e... o que posso dizer? Vc está corretíssimo!! Somos um país que ñ sabe ler!!! Ou melhor, só lemos do jeito q nos convém... Escrevo país com minúscula, pq, infelizmente, não conseguimos (o povo, não a terra) ser um País chamado Brasil e os motivos vc os elencou no segundo artigo (necessário para os que não leram o primeiro com atenção).  A única coisa que posso dizer - se vc me permite - é que, doravante, procurarei os artigos com seu nome para ler.  Pelo menos, sei que o signatário é responsável, zeloso por seu próprio nome profissional e atento ao que seus escritos provocam... Acerca disso, tenho ainda a dizer, caro amigo: "falem mal, mas falem sempre de mim!", afinal "quem não aparece, não é lembrado!". Vc será sempre lembrado como um profissional da mídia que assume o q escreve, pq escreeve com consciência, para quem gosta (e, sobretudo, SABE ler).  Lamento que os "terroristas de plantão" tenham se utilizado de seu artigo para alardear o apocalipse (fictício, é bom q se lembre) na internet.Um grande abraço!


O Melhor da WEB


http://webnota10.blogspot.com/2011/06/italia-declara-guerra-ao-brasil.html