O Poeta e a Musa - Carlito Rodrigues

O Poeta e a Musa



Ferroviários Norte Sul


O trem de ferro passava,
Na rua dos ferroviários,
Cada vagão parecia,
A pedrinha de um rosário,
E tinha sempre uma Ave Maria
Que fazia companhia
Para aquele solitário,
O trem de ferro passava,
Levando e trazendo cargas,
Levou doces alegrias
e trouxe tristezas amargas,
Depois veio a Norte Sul
Com seu asfalto cinzento,
Cobrindo todo o azul,
Que havia no cruzamento,
Eram marcas e lembranças,
de curtos e bons momentos,




Que um dia alguém deixou,
Naquele chão poeirento,


E o trem de ferro foi embora
Foi levado pelo tempo,
Que não levou da memória,
Dores e sentimentos,
Hoje alguém sorri, alguém chora,
Alguém fica ou vai embora,
Com som do trem no pensamento,
Quem vai chorar, quem vai sorrir?
Quem vai ficar quem vai partir?
Quem vai chorar quem vai sorrir?
Quem vai ficar, quem vai partir?
Quem vai chorar, quem vai sorrir?
Quem vai ficar, quem vai partir?